Gestão de Ativos

O investimento e gestão de ativos tem como objetivo o retorno maximizado do negócio e para tal, é necessária uma análise a todos os riscos associados, quer assumam um carater técnico, legal ou financeiro. De forma a garantir que todos estes vetores estão alinhados, é necessário o trabalho conjunto de equipas multidisciplinares, sejam elas promotoras, construtoras ou equipas de manutenção do ativo.

Saiba mais sobre esta área de atuação do IEP com o artigo desenvolvido por Teresa Canelas, Head of Department / Business Development do Grupo.

 

A importância da avaliação independente na gestão de ativos

A avaliação do negócio trata-se de um processo desafiante e cumpre um papel fundamental para otimização dos ativos. Uma avaliação inadequada poderá acarretar maiores desafios futuros e custos elevados, questões prontamente ultrapassadas com o acompanhamento de uma equipa multidisciplinar especializada.

Estes investimentos exigem frequentemente que um terceiro elemento independente realize uma avaliação para identificar quaisquer potenciais riscos para o negócio ou ciclo de vida do ativo, de modo a maximizar o retorno e reduzir, tanto quanto possível, a exposição ao risco.

O Grupo IEP, enquanto grupo de engenharias integradas e detentor de laboratórios de ensaio e entidades inspetivas acreditadas, com mais de 40 anos de experiência no mercado, garante o rigor, a excelência técnica e a isenção necessárias à correta execução deste serviço. A experiência e a equipa técnica multidisciplinar de engenharia permite ao IEP afirmar-se como um parceiro de confiança para a realização de avaliações técnicas de ativos, assim como prestar toda a assessoria necessária no decorrer de transações e avaliações, entre outros cenários.

Para uma avaliação independente a ativos não financeiros nas áreas do imobiliário e energias renováveis (fotovoltaico, eólico e hídrico) pretende-se avaliar maioritariamente os aspetos técnicos, mas também o cumprimento dos requisitos legais: análise a todos os projetos das especialidades envolvidas, análise detalhada aos contratos para validação das visitas ao terreno e a sua efetiva concretização.  Este acompanhamento é feito numa base periódica para um conhecimento do ativo ao longo de todo o ciclo de vida.

Esta metodologia para a realização de uma investigação técnica compreende o estudo da edificação através de análise de documentos como aprovações e licenças emitidas pelas entidades competentes que terão de ser disponibilizadas pelo cliente para verificação da sua aderência ao projeto, bem como para ao empreendimento construído segundo as normas vigentes.

Em paralelo, são realizadas visitas técnicas nas Edificações ou Instalações para levantamento de informações técnicas e realização de registros fotográficos. Estas informações e observações coletadas durante as inspeções são organizadas por áreas do empreendimento e por sistemas (obras civis, instalações elétricas, hidráulicas, ar-condicionado AVAC, sistemas especiais, etc.), sendo apresentadas em textos e imagens, com indicações dos pontos relevantes e principalmente os pontos que necessitam de correções, melhorias e/ou adequações ao uso.

A tabela abaixo apresenta o processo de uma avaliação independente:

 

Com a implementação da proposta é possível auxiliar o gestor de ativos a obter benefícios técnicos, retorno financeiro e otimização da sua operação a longo prazo. Entre esses benefícios destacam-se:

Conclusão

Além de estimar os riscos podendo, assim, minimizá-los, uma avaliação eficaz permite determinar com maior precisão o valor do negócio, sem surpresas desagradáveis no decorrer do percurso de exploração. Além disso, por meio deste processo, é possível obter as informações necessárias para avaliar a viabilidade de investimento.

 

Scroll to Top